Sambaracotu (RS/BR)


Sambaracotu / foto: Maciel Goelzer



1º de dezembro de 2022 / 21h

Teatro Renascença (Av. Érico Veríssimo, 307 - Porto Alegre - RS)

Duração: 60min / Classificação: 10 anos


De um composto de dança, teatro e performance eclodem corpos inflamados pelo desejo de expressar, e se vão abrindo clareiras por todos os espaços possíveis: palco, plateia, paredes, teto. Sambaracotu, do Canoas Coletivo de Dança, é um espetáculo de dança urbana contaminado por sonoridades brasileiras. Funciona como um manifesto, produzido desde a dimensão ética, estética e poética através de uma recomposição de movimentos da cultura de domínio popular e da pesquisa de estruturas coreográficas múltiplas. Celebra o movimento e produz um corpo-voz não apenas por sua poética coreográfica, mas a partir de provocações sonoras inspiradas na cultura oral brasileira de domínio público. Formado por bailarinos vindos das mais diversas linguagens, o grupo trabalha, desde 2015, com um perfil aberto, inserido na urbanidade e contemporaneidade, com ênfase no processo coletivo de investigação e experimentação.


Direção: Carlota Albuquerque, Álvaro RosaCosta e Simone Rasslan / Provocações sonoras, pesquisa e composição musical: Álvaro RosaCosta / Intérpretes criadores: Carini Pereira, Carol Fossá, Danielle Costa, Leslie Taube, Roberto Mendes, Tiago Ruffoni, Tom Peres e artista convidado / Consultoria e curadoria de linguagem: Eliane Marques / Iluminação e videografia: Ricardo Vivian / Figurinos: Gustavo Dienstmann / Cenário: Gustavo Dienstmann, Rodrigo Shalako (instrumentos) e Paulo Pereira / Cenotécnico: Paulo Pereira / Produção: Canoas Coletivo de Dança / Ensaiadora e artista colaboradora: Joana Willadino / Intercâmbio artístico: Renann Fontoura e Leo Patro / Letristas: Ronald Augusto, Danielle Costa, Leandro Maia / Músicos convidados: Daniela Luz, Beto Chedid e Yago Lima /Apoio: Colégio Rondon, Studio Spasso, Sala Terpsí / Duração: 60 min / Classificação indicada: a partir de 10 anos