PERFORMANCES LOCAIS SELECIONADAS


(Foto: Juliana Alabarse)

O 28º Porto Alegre em Cena, que ocorrerá de 19 a 31 de outubro de forma virtual e também presencial, iniciou em julho a convocação de artistas, companhias e grupos locais. Com o objetivo de selecionar propostas de trabalhos artísticos inéditos ou não para serem apresentadas em espaços públicos, abertos ao público e que não gerem aglomerações e também digitais, os trabalhos foram divididos em duas categorias: Performances Urbanas e Performances Digitais.


Para a seleção, profissionais do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do RS (SATED/RS), coordenadores de cursos do Departamento de Arte Dramática da UFRGS e coordenação de teatro da UERGS. São eles: Luciana Eboli (DAD/UFRGS), Henrique Saidel (DAD/UFRGS), Yara Deodoro (Porto Alegre em Cena), Raquel Kubeo (Porto Alegre em Cena), Luciano Fernandes (Sated/RS), Tatiana Cardoso (UERGS) e Diego Ferreira (UERGS).


Foram mais de duas horas de deliberações. O encontro virtual entre os jurados ocorreu na última sexta-feira (06 de agosto) e os selecionados foram:

Performances Urbanas

RESPIRA NÃO PIRA / NIC Mulheres palhaças

Trata-se de uma performance/saída de campo realizada pelas sete palhaças integrantes do NIC mulheres palhaças. Um passeio cheio de encontros, trocas e conexões preciosas com as pessoas da cidade, que visa a interação sensível com o espaço e com as pessoas passantes. Uma experiência aberta ao público, em que o foco será a presença, o jogo sensível, e o estado lúdico das palhaças.

BANDO / Máscara Em Cena

A performance urbana BANDO é uma intervenção em formato de cortejo que apresenta as figuras híbridas dos pombos-correios como o bastião da resistência poética em tempos de pandemia. Neste evento itinerante, os atores e atrizes do grupo Máscara EnCena mergulham em uma nova pesquisa que aposta no uso de máscaras animalescas e de ações performáticas.

KUUMBA / Performer Mayura Matos

“KUUMBA: Criatividade, Encontros e Afetos” é uma performance-instalação que visa difundir, de maneira poética, ética e estética, os valores civilizatórios afro-brasileiros, apresentados pela intelectual Azoilda Trindade para o programa A Cor da Cultura.

ANATOMIA TEMPORÁRIA / Projeto Epiceno

“Anatomia Temporária” é uma vertente do “Projeto Epiceno”, uma experimentação de intersecção de linguagens entre circo, dança e performance.

VOLUNTÁRIOS DA PÁTRIA / Teatro Inventário

Voluntários da Pátria é uma proposta inédita de performance urbana: um desfile noturno luminoso percorrendo o Quadrilátero Central de Porto Alegre (Voluntários da Pátria, Marechal Floriano Peixoto, Salgado Filho, Doutor Flores). Os artistas representam alegorias de esperança e celebração da vida, portando-se como entidades protetoras daqueles que desbravam a rua em sua rotina - como anjos da guarda.

Suplência:

1º - OFÉLIA OFÉLIAS

2º - ITINERÁRIOS IMAGEM

3º - HABITE-ME

Performances Digitais

A ÚLTIMA NEGRA / Coletivo Projeto GOMPA

O espetáculo virtual intitulado A ÚLTIMA NEGRA, parte de um questionamento da atriz gaúcha Hayline Vitória diante das provocações dramatúrgicas de Pedro Bertoldi acerca de como seria ser a última pessoa negra no Brasil.


SR. ESQUISITO / Direção: Arlete Cunha, Rodrigo Vrech e Evandro Soldatelli

Sr. Esquisito é uma peça sobre ser normal e não ser tão normal assim. Sobre os olhares que nos julgam. Mas, também sobre as nossas esquisitices que nos fazem únicos.

CO ÊS / Rui Moreira Cia. De Danças

Co Ês (com eles) é uma contação de história através dos gestos. A performance se constrói a partir das fantasias e memórias de um viajante, um andarilho, um “andançarino”, que são visualizadas em diversas situações do cotidiano.

DE LA MANCHA / Rococó Produções Artísticas e Culturais

Livremente inspirado no Clássico Dom Quixote de La Mancha, de Miguel Cervantes é um trabalho autoral que mescla por meio do seu jogo de linguagens, as técnicas de Teatro, Contação de Histórias, Teatro de Sombras, Canto, Dança, Música e Manipulação de Bonecos, aprofundando o estudo sobre as potências na narrativa épica no teatro para infância e juventude.

QUASE CORPOS / Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz

Versão livre para a peça “Krapp’s Last Tape” de Samuel Beckett, escrita em 1958. É uma obra de fácil compreensão que mostra o confronto de um velho, de 69 anos - interpretado por Paulo Flores- com o seu passado, quando ainda era relativamente jovem.


Suplência:

1º - PÁGINAS AMARELAS

2º - VERNIX

3º - ENTRE


Todos os 10 selecionados receberão cachê de R$10 mil (Performances Urbanas) para duas apresentações e de R$ 3 mil (Performances Digitais) para veiculação única.

O 28º Porto Alegre em Cena é uma realização da Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal da Cultura.