O homem e a mancha (RJ)


(foto: orlando guerreiro)

Dias 20 e 21 de setembro às 21h Theatro São Pedro

Ingresso: R$ 80 / R$ 40 (promocional)

Vinte anos após sua estreia no Theatro São Pedro, o monólogo “O homem e a mancha”, com direção de Luís Artur Nunes e magnífica interpretação de Marcos Breda, volta ao mesmo palco para homenagear o autor Caio Fernando Abreu. Em cena estão Breda e Luís Artur num contexto ora épico, ora dramático, no palco despido de grandes cenários. Duas cadeiras, duas mesas, uma máquina de escrever ao estilo Caio Abreu e um telão ajudam a contar essa história. Vários personagens são corporificados na interpretação de Marcos Breda: um ator a procura de um personagem, um aposentado solitário que se isola do mundo, um homem obcecado por uma mancha na pele e, o mais importante de todos, Dom Quixote, o cavaleiro da triste figura. A alternância dessas várias vozes resulta num texto teatral de intensa carga poética, que rompe com vários parâmetros da narrativa teatral tradicional. Originalmente uma leitura dramatizada, o espetáculo propõe uma nova forma de teatralizar a última peça escrita por Caio de forma minimalista e com linguagem multimídia.

Ficha Técnica

Direção e Atuação: Luís Artur Nunes e Marcos Breda / Autor: Caio Fernando Abreu / Direção de Imagens: Candé Salles Divulgação: Bebê Baumgarten / Produção: Ivana Dalle Molle / Duração: 70min / Recomendação etária: 12 anos

Travessa Paraíso 71 / CEP 90850-190 / Porto Alegre / RS / Brasil

Fone/WhatsApp: +55 51 99846-6457

E-mail: portoalegreemcenafestival@gmail.com