top of page

Metodologias de criação teatral: da Literatura para a Cena | Oficina para público espontâneo

Ministrante: Beatriz Barros
Data: 21/03
Horário: 13h às 17h
Local: Casa de Cultura Mario Quintana, Romeu Grimaldi,  R. dos Andradas, 736 - Centro Histórico, Porto Alegre
Vagas: 20
Público: A partir de 18 anos



A partir de dispositivos de criação utilizados durante o processo de montagem do espetáculo “O Avesso da Pele”, o objetivo da oficina é investigar diversas possibilidades de transposição da literatura para dramaturgia. 
Abordaremos na prática e em uma perspectiva teórica exercícios de criação cênica. Estrutura do roteiro, acontecimentos chaves, pilares fundamentais de construção narrativa e também outros elementos importantes para a concepção de uma obra literária serão o ponto de partida para pesquisarmos coletivamente as inúmeras possibilidades existentes para concebermos saltos estéticos de um texto literário para a cena.

Minibio: Beatriz Barros é uma artista transdisciplinar que tem como foco em suas atuações o cruzamento entre as áreas do teatro e da arte educação. Graduada em Ciências Sociais pela FFLCH-USP, em 2018 Barros integrou a 17ª turma do Núcleo Experimental de Artes Cênicas do SESI. Foi indicada em 2015 ao Prêmio Shell de Teatro na Categoria "Inovação" com o grupo que foi uma das fundadoras, o Pequeno Teatro de Torneado. Em 2018 ganhou com a companhia teatral CIA. MAR o Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem na categoria Revelação. Beatriz foi também uma das fundadoras da companhia que existe faz 7 anos. Ainda como atriz, atuou no longa-metragem "O Mensageiro" da diretora Lucia Murat, que estreou em 2023 no Festival do Rio. É fundadora, coordenadora pedagógica, curadora das atividades e professora do Instituto Frestas. Desde 2017 o Instituto produz oficinas, cursos, residências artísticas e laboratórios virtuais e presenciais. Atualmente o Instituto Frestas abriu uma sede na cidade de São Paulo, a Casa Frestas. Beatriz é uma das produtoras do espaço e curadora das atividades artísticas. Ainda na área educativa, de 2014 a 2018 foi educadora no serviço educativo do Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo (compondo os núcleos de pesquisa em educação infantil, música e artes cênicas). Além dos núcleos de pesquisa, era responsável pela criação, desenvolvimento e aplicação de todas as atividades pedagógicas das exposições em conjunto com toda a equipe educativa. Também como educadora era quem realizava o atendimento ao público e as visitas mediadas nas exposições. De novembro de 2019 até fevereiro de 2020 foi coordenadora pedagógica da equipe do educativo do Museu Judaico. Posteriormente, de 2021 até 2022 foi assistente de coordenação pedagógica novamente na equipe do educativo do Museu. Como diretora teatral, Beatriz assina a dramaturgia e direção geral da montagem oficial do livro "O Avesso da Pele", do escritor Jeferson Tenório, que ganhou o Prêmio Jabuti 2021. O espetáculo estreou no primeiro semestre de 2023, vem circulando por diferentes unidades do SESC do estado de São Paulo, cumpriu temporada no SESI Firjan no estado do Rio de Janeiro e realizou uma apresentação histórica no dia da Consciência Negra no Theatro Municipal de São Paulo. A peça foi indicada na categoria "Melhor Ator" pela atuação de Vitor Britto nos Prêmios APCA e Prêmio Shell do ano de 2023. 

Comentários


bottom of page