top of page

Cabaré da mulher braba (RS)


Cabare da mulher braba / foto: Adriana Marchiori


10 de setembro (dom) – 20h

Zona Cultural (Av. Alberto Bins, 900 – Porto Alegre, RS)

Duração 75 min | Classificação indicativa 14 anos


Cabaré é fresta, brecha, movimento, encantamento do mundo. Imaginário que convoca e celebra a diversidade, o coletivo, o afeto, a mistura, a liberdade. O cabaré é referência estética, política e poética para a Cia Rústica na composição de teatralidades festivas, que misturam teatro, música ao vivo, humor, poesia, dança, reflexão. Cabaré da Mulher Braba coloca o clichê da “mulher braba” em pauta, um estereótipo associado à raiva, elemento indesejável na narrativa de suposta “docilidade feminina”. No entanto, em uma sociedade patriarcal que multiplica violências contra as mulheres há muitos motivos para ter raiva, energia fundamental no embate da vida. A narrativa imagina o cabaré como um espaço clandestino, de resistência a um mundo hostil, onde as mulheres brabas foram banidas. Neste lugar imaginado, as figuras do cabaré marcam suas existências rebeldes e evocam mundos mais festivos, vibrantes e amorosos. O espetáculo propõe uma experiência festiva para o público, em um espaço de proximidade onde podemos brindar juntos e compartilhar histórias que queremos contar, realidades que queremos inventar.


Ficha técnica:

Direção e composição dramatúrgica: Patricia Fagundes Elenco: Priscilla Colombi, Ander, Sandra Possani, Iassanã Martins, Juliana Kersting, Kaya Rodrigues, Diego Nardi, Phill, André Varela / Músicos em cena: Brenno Dinápoli e Rodrigo Apolinário / Iluminação: Bathista Freire / Cenografia: Rodrigo Shalako / Figurino: Heinz Limaverde e Mari Falcão / Fotografia: Adri Marchiori / Realização: Cia Rústica / Duração 75 min / Classificação indicativa: 14 anos

Commenti


I commenti sono stati disattivati.
bottom of page