Porto Alegre em Cena - Festival Internacional de Artes Cênicas - poaemcena

Pontilhados (PE)

 

 

19, 20 e 21/09 às 16h - Saída: Igreja das Dores / Entrada franca

 

O espetáculo, fruto de um trabalho afetivo e com narrativa singular, parte da ideia de explorar as cidades brasileiras onde localizam-se pontos turísticos, pessoas, monumentos e histórias, numa caminhada em que as memórias individuais afloram, tendo como cenário os ambientes que podem ser vistos, revistos e contextualizados. Pontilhados é um percurso realizado a pé, misturando passado e presente, numa espécie de convite ao qual o público que entrelaça sua vida aos espaços, dando visibilidade aos invisíveis e trazendo à tona assuntos variados através de narrativas transgressoras, de amor, de ocupação da cidade de concreto por uma cidade viva. Por entre as frestas do tempo, as personagens ganham vida e suas narrativas constituem a intervenção humana no ambiente urbano. O grupo traz o projeto a Porto Alegre, realizando uma residência prévia para investigar a cidade e suas possibilidades e, então, apresentar um espetáculo totalmente baseado em nossa realidade urbana, ampliando a ideia inicial e oportunizando um intercâmbio artístico enriquecedor, tendo como mote a metodologia de pesquisa e criação do espetáculo.

 

Ficha técnica:

Criação e Direção: Mônica Lira / Pesquisa e Criação Original: Jorge Kildery e Helijane Rocha / Dramaturgia: Silvia Góes / Roteiro do Percurso: Mônica Lira e Silvia Góes / Atriz Convidada: Silvia Góes / Guia: Jennyfer Caldas / Edição e Adaptação de Trilha Sonora: Rogério Alves / Elenco: Gardênia Coleto, Rafaella Trindade, Everton Gomes, Jorge Kildery e Anne Costa / Ator-Bailarino Convidado e Assessoria Local: Juliano Barros / Produção Executiva: Danilo Carias / Assessoria de Produção: Caio Trindade / Agradecimentos aos colaboradores locais: Airton Tomazzoni, Duda Cardoso, Fernando Zugno, Inês Marocco, Luciano Alabarse, Juliano Canal, Rafa Cambará e Robson Duarte / Recomendação etária: livre / Duração: 60min

 

Em sua passagem por Porto Alegre, Pontilhados conta com o apoio do Rumos Itaú Cultural 2017-2018.

 

Foto: Rogerio Alves

 

 

 

Grupo Experimental de Recife – 25 anos

 

O Grupo Experimental, fundado em 1993 na cidade de Recife (PE), tem lugar de destaque na dança contemporânea produzida no nordeste brasileiro, por sua originalidade e contribuição à profissionalização da cena local, sendo reconhecida nacional e internacionalmente. Tendo a experimentação e a interação com diferentes linguagens artísticas como base de sua pesquisa, a companhia conta com acervo repleto de criações que priorizam a colaboração e o trabalho em equipe como caminhos para manter a arte como veículo de transformação, desenvolvimento e respeito à diversidade.

 

Nas palavras da fundadora e diretora, Mônica Lira: “o que me inspira a criar é olhar para as pessoas, para as tradições que mostram uma cidade inquieta, que ocupa as ruas, os espaços. A cidade para mim é um espaço de descobertas, sobretudo quando olho para a dança no corpo desse lugar. Eu crio pensando em tudo isso, em como eu posso levar para a dança toda essa narrativa que acontece todos os dias, em todos os lugares. Eu não criei o grupo pensando apenas em dançar e ocupar os palcos. Eu criei um grupo para discutir e pensar esse lugar que a arte ocupa na formação das pessoas, da política e das formas como nós melhoramos o mundo. E eu acredito que a obra de verdade é fruto destes experimentos que a gente descobre fazendo”.

 

Por sua forma de criar e interagir com a cidade e os artistas, o grupo deu vida ao Espaço Experimental, que além de servir como sede, transformou-se em um local de referência, onde afluem bailarinos, coreógrafos, professores, pesquisadores, produtores e outros profissionais ligados à dança contemporânea, ajudando a consolidá-la. O grupo, junto ao Espaço Experimental, realiza projetos socioeducativos, seminários, oficinas práticas e teóricas, grupos de estudo e programas de intercâmbio na produção de dança. Neste contexto, viabilizando também ações itinerantes, em que novos artistas são formados e incentivados a manter viva a dança em lugares diversos.

 

Em comemoração aos 25 anos, o Grupo Experimental apresenta três espetáculos na programação: Breguetu, Pontilhados e Zambo, além de realizar uma residência em nossa cidade.

 

 

Tags:

Please reload