2018 / 25º Porto Alegre em Cena

Programação:

13º Prêmio Braskem em Cena:

Confira os espetáculos participantes:

 

/ A MULHER ARRASTADA
/ CHAPEUZINHO VERMELHO
/ DILÚVIO MA
/ ESPALHEM MINHAS CINZAS NA EURODISNEY
/ HIATO
/ IMOBILHADOS
/ PEQUENO TRABALHO PARA VELHOS PALHAÇOS
/ QUAL A DIFERENÇA ENTRE O CHARME E O FUNK?
/ TEATRO DOS SERES IMAGINÁRIOS
/ VINCENT – OBRA CONTEMPORÂNEA EM DANÇA PERFORMATIVA

Vencedores:

/ Melhor espetáculo: A Mulher Arrastada

/ Melhor direção ou coreografia: Liane Venturella, por Imobilhados

/ Melhor ator ou bailarino: Zé Adão Barbosa, por Pequeno Trabalho para Velhos Palhaços

/ Melhor atriz ou bailarina: Celina Alcântara, por A Mulher Arrastada

/ Destaque: Hiato

/ Melhor espetáculo (júri popular): Qual a Diferença entre o Charme e o Funk?

Conselho curador de espetáculos 13º Prêmio Braskem em Cena:

DANIELA CARMONA, FERNANDO ZUGNO, JANE SCHONINGER, KAYA RODRIGUES, LUCIANO FERNANDES e NECA MACHADO

Júri 13º Prêmio Braskem em Cena:

ALICE URBIM, CLÁUDIA LAITANO, CRISTIANO VIEIRA e ROGER LERINA

Projetos Especiais:

Catálogo Online:

Clique na imagem abaixo para visualizar:

capa-so-capa_2x.png

Madrinha: Anna Mariano

A escolha da madrinha ou padrinho do Porto Alegre em Cena é sempre desafiadora. A cada ano buscamos pessoas que amam esse festival como a gente, que encontram tempo e energia para participar das atividades culturais, mesmo na correria dos nossos dias. Foi então que pensei na Anna Mariano, querida amiga que há anos vive o Festival conosco, assistindo aos mais diversos espetáculos em diferentes salas, transitando de teatro em teatro e dando vida cultural à cidade.

Uma dama de fino trato e fina palavra, poetisa em busca da beleza das emoções e da estética que me sensibiliza com sua escrita e com suas atitudes de quem acredita mesmo na arte e na cultura como forma de aliviar a dor e engrandecer nossa aldeia. Com sua força, nos ajuda a movimentar as montanhas que são necessárias para realizar nosso Festival e, assim, podemos comemorar a chegada de mais um setembro com Porto Alegre em Cena.

Obrigado, Madrinha.

Fernando Zugno

Nascida em Porto Alegre, Anna Mariano formou-se em Direito pela UFRGS. Em 2006, abandonou a advocacia e publicou seu primeiro livro "Olhos de Cadela", poemas (L&PM), finalista do prémio Açorianos de Literatura. Em 2011, foi finalista do Prêmio Fato Literário realização do Grupo RBS. Seu primeiro romance "Atado de Ervas" (L&PM) foi finalista do Prêmio São Paulo de Literatura - Melhor Livro do Ano Autor Estreante. Em 2017, publicou "Pra Amanhecer Ontem" (L&PM) escolhido finalista do Prêmio da Associação Gaúcha dos Escritores, AGES, edição 2018.

foto: Carin Mandelli

anna_219 Carin Mandelli.jpg

Palavra do Diretor:

25 anos e muitas perguntas

 

Vejo o Porto Alegre em Cena chegar aos seus 25 anos cada vez mais ansiando por respostas. Perguntas que pulsam. Questões que vem como flechas de todos os lados. A primeira: há motivos para comemorar 25 anos de um Festival de Artes Cênicas em tempos de cortes homéricos de verbas para a cultura e de ataques à arte? A pensar que o Em Cena foi responsável por transformar a cidade, nossos artistas, colocou Porto Alegre no mapa das grandes produções de artes cênicas no Brasil e do mundo e se tornou um orgulho nacional com reconhecimento internacional a resposta é sim!

 

Mesmo não escapando da peste que assola nossa terra, estamos vivos e cheios de vontade de comemorar a chegada de mais um Porto Alegre em Cena. Afinal, é preciso olhar também com alegria para o que está sendo realizado. E aplaudir nossos parceiros culturais que se uniram a nós para, juntos, encher nossa cidade de grandes espetáculos e artistas de varias partes do mundo. Para, conosco, refletir sobre nosso tempo e local.

 

E foram eles, os nossos brilhantes artistas brasileiros, que guiaram nossa programação. Racionalmente pensava no que mostrar e discutir nessa edição de 25 anos, mas o próprio teatro (mais uma vez) me abriu os olhos e me mostrou o que é necessário e urgente: nosso próprio território e sua formação.

 

Foi quando assisti e dois espetáculos: Grande Sertão: Veredas da Bia Lessa e a remontagem de O Rei da Vela do Zé Celso, ambos em 2017, que me dei conta de que havia algo pulsante clamando por atenção. A montagem de O Rei da Vela, cujo texto é de 33 foi encenado pelo Teatro Oficina em 1967 e ficou marcada na história do teatro brasileiro.

 

Por quê remontar O Rei da Vela 50 anos depois? Que país é esse? Foram perguntas que me moveram a pensar o resto da programação do Em Cena 2018. Então veio Grande Sertão: Veredas que fala de nosso interior: povo, terra e amor. Colocado lindamente em cena num teatro instalação que cria sensações incríveis para o público. Vamos falar de Brasil! E, nesse aspecto, encontrei perguntas também no Ceará com o grupo Bagaceira que fez uma pesquisa pelo seu estado e criou o espetáculo chamado Interior. Nele, nos trazem o nosso nordeste tão rico, tão cheio de histórias e de cultura pra nos orgulhar. Junto deles vem a Companhia Experimental de Recife com Zambo e Breguetu, e a performance Pontilhados, fruto de uma residência artística que a Companhia fará na em Porto Alegre.

 

E por falar em residência, como é preciso se reinventar, o Festival investe mais do que nunca em atividades que promovem o encontro de artistas, público e fomentam a discussão saudável da troca de ideias. Serão 3 residências: além da Companhia Experimental, os ingleses Imitating the Dog virão passar duas semanas conosco em setembro e os franceses The Wild Donkeys chegam já em agosto para ensaios finais do espetáculo A Bergman Affair com estreia mundial nessa turnê no Brasil.

 

Também quisemos mostrar o potente trabalho dos Ultralíricos com textos e documentos brasileiros e latino-americanos e vamos apresentar o espetáculo A tragédia e comédia latino-americana. E para acompanhá-los traremos do Chile jovens imigrantes de varias partes da gigante América pra contar suas histórias no espetáculo 40 mil Km.

 

Sobre km percorridos, nada mais apropriado que abrir nosso Festival com a banda instrumental de brasileiros e africanos: Höröyá. A palavra significa liberdade, autonomia, dignidade. O grupo é incrível, bota pra quebrar carregando toda nossa ancestralidade num show pra alavancar nosso Festival com tudo! Além dos músicos, também vamos agregar bailarinos imigrantes de Senegal. Aí, Preto da companhia brasileira de teatro de Curitiba, não poderia faltar. O precioso trabalho dirigido por Marcio Abreu faz uma pesquisa sobre racismo e a negação das diferenças no Brasil.

 

E como não falar de democracia e direitos de nosso povo? Na segunda semana de festival teremos também do Ceará a poética obra Nossos Mortos do Teatro Máquina e Rimini Protokoll com Home Visit, adaptação da performance do grupo alemão para o Brasil e para colocar o Festival dentro das casas das pessoas.

 

O projeto Braskem em Cena mais uma vez presenteia nossa programação com 10 belos trabalhos de Porto Alegre pra mostrar a qualidade e diversidade das artes cênicas locais. Além deles, o circo estará representado com Dali de Luciano Malmann e Os palhaços de Tchekov de Dilmar Messias. Mais a parcerias com o Instituto Ling com a peça Fome de João de Ricardo. E os 40 anos do Ói Nóis Aqui Traveiz que comemora junto conosco numa festa performática de uma das companhias mais importantes do Brasil. A festa estará dentro da programação das sessões malditas que são 5 performances/festas à meia-noite no Ponto de Encontro.

 

E como a música também não pode faltar no Festival, conseguimos com o Agulha – mais uma parceria a ser comemorada – trazer 3 shows lindos: Sambas do Absurdo com Juçara Marçal, lançamento de disco Cavala de Maria Beraldo e o lançamento de O Nascimento de Vênus de Filipe Catto.

 

Paralelo a tudo isso, desde o primeiro até o último dia, grupos de recentes imigrantes africanos e haitianos acompanharão diversas atividades do Festival como público, debatedores e artistas. Além das residências, o Em Cena irá fortalecer as atividades formativas com mais oficinas, inúmeros debates e seminários.

 

Desejo que todos tenham um lindo Festival!

 

Evoé!

Fernando Zugno

Equipe.jpg

Equipe:

Coordenação Geral e Curadoria: FERNANDO ZUGNO

Coordenação de Produção: LAURA LEÃO

Coordenação de Programação: DUDA CARDOSO 

Coordenação Administrativa: DANIELA RAMIREZ / LAURA LEÃO

Gerenciamento de Projeto: LETÍCIA VIEIRA/DANIELA MAZZILLI

Assessoria Jurídica: PATRÍCIA GOULART

Coordenação Técnica: MAURÍCIO MOURA / BRUNA IMMICH/JOÃO FRAGA/MARCIANO SOUZA

Coordenação Cenotécnica e Logística de Cargas: YARA BALBONI 

Produção Operacional: RAFAEL SERPA / RODRIGO SHALAKO

Coordenação de Logística: THAÍS GOMBIESKI

Assistência de Logística: HENRIQUE ARAUJO 

Captação e Gerenciamento de Alimentação: CAMILA VERGARA

Coordenação de Bilheterias: ZIZA FERREIRA

Assistência de Bilheterias: LEO BELLO 

Bilheteria BarraShoppingSul: EDUARDO CUSTODIO / FABRÍCIO SORTICA

Direção Performances Barra em Cena: LEO MACIEL 

Programação Formativa e Reflexões em Cena: FERNANDO ZUGNO/DUDA CARDOSO 

Colaboração Reflexões em Cena: THIAGO PIRAJIRA / LUIZ AUGUSTO FISCHER/ AUGUSTO FERRARI (SPPA) / PAULO BERÉL (SPPA)

Coordenação de Comunicação: LAURA LEÃO E DANIELA RAMIREZ (Porto Alegre em Cena) / PAULO BECCON (SMC) 

Assessoria de Imprensa: AGÊNCIA CIGANA - CÁTIA TEDESCO

Projeto Gráfico e Site: DÍDI JUCÁ 

Diagramação: DÍDI JUCA / DAVI RIBEIRO DE LEMOS JR / STEPHANIE EVALDT

Vídeos e Fotos do Projeto Gráfico: EROICA conteúdo • CAIO AMON 

Captação de Imagens e Edição Slides do Lançamento: PINGO ALABARCE 

Fotos: CREATIVE FOTOGRAFIA JULIANA ALABARSE

Redes Sociais: STEPHANIE EVALDT 

Sinopses e Revisão Textos: FERNANDO ZUGNO/ DÍDI JUCÁ/HENRIQUE ARAUJO / GRUPOS

Estagiário 25° Porto Alegre Em Cena: MIGUEL RIBEIRO

Apoio Solar Paraíso: ANEDIR SILVA SANTIAGO (DIDI)

 

EXPEDIENTE CATÁLOGO 25° PORTO ALEGRE EM CENA

Projeto gráfico: DÍDI JUCÁ

Diagramação: DÍDI JUCÁ e DAVI RIBEIRO DE LEMOS JÚNIOR

 

ANJOS

AQUILA MATTOS / DANIELE ZILL/ EDUARDO FRONCKOWIAKIC / EDUARDO SCHMIDT/ FERNANDA PETIT / LAURA LINN / RICARDO NEME / ROGER SANTOS / ROSITE VAL / TOBIAS FLORES 

 

PRODUTORES DE PALCO

ADRIANE AZEVEDO / ALEX LIMBERGER / ANDRÉ VARELA / ARTHUR MENDES ROCHA / ARTHUR SERPA / EDUARDO KRAEMER / FÁBIO FRACARI / LEO SCOTT

 

EQUIPE DE BILHETERIA

ANDY CAMALEOA / ADEMAR JUNIOR / CARLOS EDUARDO GONÇALVES / DANIELA LOPES/ FABRICIO SORTICA / IGOR RAMOS / IZABEL CRISTINA DA SILVEIRA/ JHONATAN GOMES / JULIANA JOHANN/ JULIANO FELIX / LEO SCOTT / RENATA SEVERO / TOBIAS FLORES FERREIRA

 

CENOTÉCNICOS

ANDRÉ CASTILHO (GABÉ) / CHARLES BENEVENUTO / CÍCERO NEVES / PAULO PEREIRA / SERGIO DORNELES / VICTORIA MELGAREJO / VINICIUS ZUCATTI (VINI VINI)

 

EQUIPE TÉCNICA DO FESTIVAL

ANILTON SOUZA / ARIEL MEDEIROS / CARLOS AZEVEDO / DANIEL FETTER/ FABRÍCIO SIMÕES / FUBA / KYRIE ISNARDI / VITÓRIO AZEVEDO

 

TÉCNICOS DOS TEATROS

Casa de Cultura Mário Quintana: EDUARDO KRAEMER/JOÃO EDUARDO / JOSÉ ANTÔNIO CARVALHO (ZÉ)

Instituto Goethe: CLAUS HERZER 

Teatro da Santa Casa: ABNER BORBA

Teatro do SESC: OSMAR MONTIEL/ JORGE ANDRÉ HUNGER

Teatro do SESI: ALEX FARINI / ÂNGELA ALAMINO/ JOSÉ LUIZ DE SOUZA / MARCUS KERSTING / MARCOS QUEIROZ / NOELI KUBIAKI

Theatro São Pedro: ANDRÉ HANAUER / ALEXSANDER DA COSTA SILVA/ HENRY SISTE MONTEIRO / VITOR LUÍS DA COSTA SILVA/ SÉRGIO HENRIQUE SENA CUSTÓDIO // Equipe de Apoio Técnico da Secretaria Municipal da Cultura (EAT/SMC)/Teatro Renascença e Sala Álvaro Moreyra: ALEX SANDRO PEREIRA (PREGO) / ANDRÉ WINOVSKI / CLAUDIO HEINZ/ LUCIANO PAIM / MARCOS VAZ/ MAURÍCIO ROSA/MIRCO ZANINI/ OSÓRIO DA ROCHA / PAULO MÁRIO DA COSTA/ PAULO RENATO PINTO DA COSTA (KARRA)/RUBENS KOSHIMIZU/ VITOR HUGO PEREIRA // Equipe Técnica da Coordenação de Música (CM/SMC): JORGE RODRIGUES / SÍLVIO LUIZ CARVALHO

 

PREFEITURA DE PORTO ALEGRE

Prefeito: NELSON MARCHEZAN JÚNIOR

Vice-Prefeito: GUSTAVO PAIM

 

SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA

Secretário da cultura de Porto Alegre: LUCIANO ALABARSE

Secretário-adjunto: LEORNARDO MARICATO 

Chefe de gabinete secretário da cultura: EDUARDO PAIM 

Coordenação de artes cênicas: FERNANDO ZUGNO

Assistente administrativa: CLAUDIA ALVES 

Diretora dos teatros municipais: SILVANA VIEIRA ÁVILA / PAULO ROBERTO ALÍBIO

Plantonistas: LUCIANE VIEIRA ÁVILA/MARISA DE OLIVEIRA SILVA DA SILVA/ JOÃO ANTÔNIO PEREIRA / NEIL ADRIANO DORNELLES COLLINS 

Gerência de projetos e captação: ADRIANA MENTZ MARTINS / ELLEN D'AVILA 

Assessoria de planejamento: DANIELA VIEIRA / RENATO WIENIEWSKI

Administração de fundos: ALEXANDRE SOARES FERREIRA/ MARCELO DE SOUZA BOESE / INÊS SPOLADOR DE RODRIGUEZ

Núcleo de material orçamento e patrimônio: KÁTIA REJANE DIAS DE OLIVEIRA / NEIDA OLIVEIRA

Assessoria técnica: JULIANA MARTINS BONNAMAIN DE LIMA / ROSEMARI NUNES DA SILVA 

Assessoria de comunicação: PAULINHO BECCON / CLEBER SAYDELLES/ THALES JUNG DUARTE (estagiário de design gráfico)

Assessoria de gabinete: IRACI PEZENATTO FIORINI / SANDRO MIGUEL GONÇALVES DA SILVA / LUCIANO KENDZIERSKI LUCAS CORTEZ PONTES (estagiário administração)/ JOÃO FELIPE DA SILVA (estagiário)

Coordenação de apoio técnico-administrativo: MARCO ANTÔNIO DOS PASSOS MACHADO

Núcleo de expediente pessoal: JOSÉ MANOEL DE SOUZA SANTOS / ROSANE MONTEIRO MOTTA

Equipe de apoio administrativo: CAROLINA BITTENCOURT LUDMANN TEIXEIRA / NATHÁLIA DE QUADROS (estagiára)